quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Vertigo Nº 02

São espectros, espectrais de um lastimoso espetáculo revivente num cenário de umbrais. Umbrais de dor, por causa da cor; com nomes, sobrenomes e com famílias entoando cânticos de puros ais. Seus corpos eram testemunhas do mal que lhes faziam.  

De dor, por causa da cor, aparecem esses espectrais revivendo essa cena dantesca de um umbral com cores negras, pele. 

É caricatural, é espectral, fantasmagórico para os dias de hoje, sem sentido, já que esse espetáculo não é nostalgia, nem bucolismo, é puro simulacro de um teatro de umbrais.      


               

4 comentários:

  1. NOSSA, QUE FORMA DE ESCREVER, AMO AMO AMOO... DE VOLTA AO VERSURA... PASSEI UM TEMPO AFASTADA POR MOTIVOS DE TEMPO... MAS VOLTEII... VERSURA EU TE AMO!
    ...................................................................................
    Um amor, um dia, um ser, uma vida, um contato, um sofrer. Lutar para ser feliz todos os dias, como se este fosse o último, mesmo sabendo que as lutas anteriores não nos levaram a lugar algum. Escolhendo os melhores caminhos a seguir, com a certeza de não conseguir apagar os piores, correndo eternos riscos e desilusões, aquelas que não podemos evitar, já que o destino por tudo torna-se responsável.
    FLÁVIA COSTA
    (um trecho de meus pensamentos noturnos rsrs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida flávia, que bom que voltaste. Estava sentindo tua falta. é isso ai, assim é o exercício de poetar, colocar no plano da escrita os sentimentos compungidos, a segunda natureza. continue nesse exercício, não pare, não se envergonhe, não freie. Dê vasão, escreva sempre e mais.

      beijos do henrique

      Excluir
  2. :D Falta estava sentindo eu de ler ESSES VERDADEIROS TESOUROS que são seus escritos... Muito obrigada pelo incentivo, não fazes ideia do quanto são importantes para mim!
    AA segunda feira estou indo ao RIO DE JANEIRO, finalmente conhecerei essa terra tão amada por ti...e tenho certeza que muito em BREVE por mim também!
    Em cada esquina lembrarei desse meu orientador, espero encontra-lo pelos corredores da UEMA, antes da viajem. :D
    Continue a escrever... Continue a ser essa grande luz de sabedoria que ilumina através do virtual nossos cérebros tão enlouquecidos com as loucuras do dia-a-dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flavinha, curta muito a viagem. eu amo o rio, o único lugar que apascenta minha alma intranquila, além da companhia das minhas filhas, as coisas mais importantes da minha vida. estar com elas é bom em qualquer lugar. que bom saber que te inspiro, que te dou motivação, isso me empolga a continuar escrevendo, cada vez mais. não vou parar, acredite.
      beijos

      Excluir