sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

O fim do Versura

Caros leitores,

Desde o dia 05 de agosto de 2011, quando tive a ideia de lançar um blog; uma forma mais leve e não acadêmica para expressão do meu pensamento, fui impelido pelo espirito de dizer coisas que não diria em artigos científicos. 

O blog também era uma aventura literária, uma forma de tornar mais leve expressão de sentimentos que a dureza da vida mormente não permite. 

Foram 197 textos divididos entre ensaios, crônicas, contos e poesias. É um blog autoral, diário, coisa raríssima. Ao longo desse 1 ano e meio dividi com leitores, que nunca vou conhecer, opiniões compartilhadas por pessoas espalhadas por 34 países, 80 visitas por dia, 77 seguidores, 15.760 acessos em todos os continentes.

Tenho muita vontade de saber como as pessoas no Brasil e ao redor do mundo tomaram conhecimento dele, porque liam diariamente, o que as interessavam, e, sobretudo, quem são.    

Nesse blog ri, chorei, empolguei-me, expectei, vibrei, me indignei, vivi intensamente. Dividi com alguns amigos textos, publiquei opiniões diversas, não censurei nenhum comentário. 

O blog tinha uma função e essa creio ter chegado ao fim. Uma busca terminou e a resposta que queria finalmente encontrei. Agora é hora de me lançar a um novo projeto.

Não é sem dor que vou parar de escrever e me dedicar a ele, mas para o meu novo projeto preciso de tempo, dedicação e muita calma. É o que vou fazer.

Vou sentir muita saudade dele e de vocês que se tornaram meus confidentes fiéis. Peço desculpas pelos textos apressados, mas escrever todo dia não é fácil, sobretudo com o volume de coisas que executo diariamente.

Espero ter contribuído, colaborado de alguma forma para algum tipo de reflexão, aprendizado. Se sim, me sinto honrado, se não, tentei.  

Agradeço muitíssimo o carinho, atenção que dedicaram a ele. Sei que ele fazia parte da vida de muita gente, isso muito me alegra, imaginem na minha. Vou guardá-lo com carinho para sempre.

Talvez um dia eu volte eu mude de ideia, por hora, vou ficando por aqui.  

A todos vocês, forte abraço.

A palavra desdobrou.         

8 comentários:

  1. Olá Henrique. Sou teu aluno do segundo período, aquele que conversou contigo recentemente sobre as pessoas do cinema que não reclamavam seus direitos. Leio tuas postagens quase que diáriamente e me identifico muito com elas, me fazem refletir. Fico feliz e triste ao mesmo tempo com relação à tua decisão, na verdade, fico mais feliz que triste, pois sei que teu objetivo quanto a esse blog foi alcançado. Não acompanhei tua tragetória nele desde o começo, mas lendo tuas postagens mais antigas, é como se tivesse acompanhado, é como se tivesse naquele tempo, é incrível! Talvez seja porque esse blog nos afeta de uma forma muito intensa, me sinto parte dele, e realmente sou, nós somos. Não vejo isso como sendo o fim, mas o início, o Versura é apenas a primeira parte, haverá uma segunda... Enfim, te desejo todo o sucesso do mundo, seja feliz no teu novo projeto, tal como fostes aqui, - não esqueça de nos dizer que projeto será esse, rsrs. Até logo meu amigo!


    Abraços, Luciano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido Luciano, essa é a melhor retribuição que poderia receber: saber que o versura afeta tua vida, afetava. Me sinto honrado. sabe, a idéia era exatamente compartilhar da busca existencial com todos, ao falar de minhas reflexões estava colocando em cena aquilo que penso ser de todos, ainda que cada um sinta de uma forma específica. O conhecimento nos emancipa, ainda que venha pela angústia. Aprendi muito nesse 1 ano e meio, ele, o blog, é a representação de como fui evoluindo. Parei porque acho que não há muito mais a ser dito, diria coisas novas mas o conteúdo seria o mesmo. Agora é hora de seguir minha jornada. Tenho ainda um longo caminho pela frente, mas a primeira batalha eu venci e estou muito feliz por isso.

      Compartilhar isso com as pessoas é simplesmente redentor, libertador, só nisso que acredito. Se de alguma forma contribui para o amadurecimento, evolução de alguém, me sinto honrado, mas tenho muito a fazer. Não vou desistir da luta, nunca.

      Várias pessoas que preferem não se manifestarem no blog me mandaram e-mail lamentando o fim dele, algumas pessoas pessoalmente.

      Nesse momento é hora de parar, acalmar as coisas, esperar que os ventos da mudança indiquem um novo caminho. Já sei qual é o novo caminho e estou firme nesse novo propósito.

      Obrigado Luciano pelo carinho, que Deus te abençoe, vamos juntos seguir nessa linda, fantástica estrada chamada vida.

      Não estou triste, estou absurdamente feliz. Combati o bom combate.

      abraços fraternais do Henrique

      Excluir
  2. antes de mais nada gostaria de expressar meus sinceros agradecimentos pels tuas ideias, posso pensar e refletir que tem pessoas bastante competentes, com conhecimentos extraordinario em nosso estado. muito obrigado pelos ensinamentos, ha antes que me esqueça, manda um abraço no Marcelo cheche, otimo mestre. e quanto retornará o programa darcy ribeiro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigado pelos comentarios e elogios. fico honrado. vou mandar lembrancas sim a ele, por sinal, hoje e aniversario dele, dia 04 de janeiro.

      quanto darcy ribeiro, as aulas retomam tao logo o governo do estado repasse os recursos.
      abracos

      Excluir
    2. Henrique,tua sabedoria és exemplar,infelizmente ficaremos nos sentindo solitários sem teus artigos eruditos, gostaria de saber uma coisa: como fazes para adquirir tanto conhecimento, sou seu aluno, e queria aprender essa forma de ensinar, sem pegar em livro, as aulas com vossas senhorias flui de uma maneira tão boa que me encanta. quando fores mandar o abraço no Marcelo peças a ele, mil perdoes, pois tenho um debito de um livro que não sanei--acho que já esquecera. És O RIBAMAR PÓLO ROSÁRIO. ABRACOS.

      Excluir
    3. Henrique,tua sabedoria és exemplar,infelizmente ficaremos nos sentindo solitários sem teus artigos eruditos, gostaria de saber uma coisa: como fazes para adquirir tanto conhecimento, sou seu aluno, e queria aprender essa forma de ensinar, sem pegar em livro, as aulas com vossas senhorias flui de uma maneira tão boa que me encanta. quando fores mandar o abraço no Marcelo peças a ele, mil perdoes, pois tenho um debito de um livro que não sanei--acho que já esquecera. És O RIBAMAR PÓLO ROSÁRIO. ABRACOS.

      Excluir
    4. Henrique,tua sabedoria és exemplar,infelizmente ficaremos nos sentindo solitários sem teus artigos eruditos, gostaria de saber uma coisa: como fazes para adquirir tanto conhecimento, sou seu aluno, e queria aprender essa forma de ensinar, sem pegar em livro, as aulas com vossas senhorias flui de uma maneira tão boa que me encanta. quando fores mandar o abraço no Marcelo peças a ele, mil perdoes, pois tenho um debito de um livro que não sanei--acho que já esquecera. És O RIBAMAR PÓLO ROSÁRIO. ABRACOS.

      Excluir
    5. querido ribamar

      a boa noticia é que o blog nao vai acabar nao. depois de tudo o que vi na venezuela me inspirei e vou voltar a escrever. o versura vai voltar. espalhe a noticia

      Excluir